Bem Vindo, visitante! [ Registe-se | Entrar




Isuzu D-Max 190cv… pronta para competir

Blog 26/09/2011

Inspirada no sucesso da participação na taça FIA de Bajas, a Isuzu criou uma série especial da D-Max, a pensar nos «pilotos» de fim-de-semana

Com 190 cavalos de potência e 400 Nm de binário, a Isuzu D-Max 190cv apresenta-se como a «pick-up» mais potente disponível no mercado Português, ficando a meio caminho dos 220 cv e 480 Nm da versão “de corridas” com que Rui Sousa venceu a Taça FIA de Bajas na classe T2 em 2008.

A alma desta D-Max «de corridas» encontra-se no motor turbodiesel de 3 litros que, graças a uma reprogramação viu a potência máxima passar dos 163 para uns respeitáveis 190 cavalos, elevando-a a pick-up mais potente do mercado, e o binário máximo para os 400 Nm, mantendo-se os regimes originais inalterados.

A verdade é que os 10,3 seg. averbados nos 0 a 100 km/h e os 32,1 seg. no quilómetro de arranque (contra, respectivamente, os 12,2 e 32,1 seg. da versão base) fazem da D-Max 190 cv a mais rápida das «pick-up», até porque as melhorias ao nível das recuperações são ainda mais evidentes. Em auto-estrada, permite-nos circular muito acima da velocidade máxima permitida por lei, enquanto nos estradões de terra a diversão sai beneficiada, sendo apenas necessário acelerar a fundo para andarmos constantemente «de lado»….

Mas, ao contrário do que muitos possam imaginar, apesar do aumento de potência, os consumos baixam para os níveis do motor 2.5 de 136 cv, que é reconhecido por ser um dos mais económicos. O destaque vai para os 9,0 l/100 km obtidos em cidade (contra 11,8 l/100 km da 3.0 D de 163 cv), muito embora tirando proveito dos 190 cv com alguma frequência as médias subam para a casa dos 11/12 l/100 km… ainda assim dentro dos valores que as concorrentes anunciam como média combinada. Neste caso, ao longo do nosso ensaio a média foi de uns interessantes 8,5 litros.

Perante tais capacidades dinâmicas… números impensáveis até há pouco anos, o chassis suporta bem o aumento de potência, desde que o condutor tenha a habilidade e experiência para lidar uma potência próxima dos duzentos cavalos transmitidos às rodas traseiras, em que o mais natural é andar constantemente «de lado». Se o objectivo for esse, então a diversão está garantida, bastando para isso o piso molhado destes últimos dias ou então um qualquer estradão de terra. Ainda assim, a condução da D-Max é muito suave, como é comum nas últimas gerações de «pick-up’s», menos vocacionadas para o trabalho mas mais para o lazer. Todos os comandos estão correctamente colocados e são fáceis de manusear, apesar do aspecto espartano do interior.

A caixa de velocidades possui cinco relações, é de bom manuseamento e o feeling é mecânico, mas com estes valores de potência, rapidamente notamos que uma sexta relação faria um excelente «casamento» com os 190 cv, além de permitir uma maior suavidade e menor ruído em auto-estrada.

Por falar em transmissão, e tratando-se de um verdadeiro veículo todo-o-terreno, a tracção é traseira – viva as escorregadelas -, e são três os botões colocados no topo da consola central que substituem a habitual alavanca das redutoras, com os quais podemos colocar tudo «nos eixos» e passar das 2H (duas rodas a puxar) para 4H (quatro rodas motrizes) ou 4L (redutoras). Trata-se de um sistema electrónico denominado «shift-on-the-fly» que permite que o condutor passe de 4×2 para 4×4 a qualquer velocidade desde que não ultrapasse os 100 km/h.

Equipada com ABS que previne o bloqueio das rodas em travagens mais fortes, e com EBD que permite distribuir o poder de travagem entre as rodas da frente e de trás, permite um nível de travagem excepcional para o que é habitual neste tipo de veículos, exigindo ainda assim uma certa adaptação para quem não está habituado à condução de uma «pick-up». Em termos de segurança é ainda possível contar ainda com dois airbags frontais e cintos de segurança com pré-tensores.

Reflexo da evolução deste segmento, esta versão, a mais equipada, está dotada, de série, com ar condicionado, quatro vidros eléctricos, retrovisores exteriores eléctricos com desembaciador, fecho central com comando à distância, entre muitos outros.
As suas imponentes dimensões proporcionam um amplo espaço interior, suficiente para acomodar cinco adultos sem qualquer dificuldade. A caixa de carga, porventura, um factor secundário para a grande maioria dos potenciais compradores desta versão da D-Max, apresenta uma capacidade imensa para o transporte de todo o tipo de objectos.

No habitáculo encontramos o espaço e o conforto de um «vulgar» veículo ligeiro, sem esquecer as características típicas deste tipo de modelos, que tantos apaixonados pelo todo-o-terreno defendem, como a suspensão «mole» para enfrentar os pisos mais ou menos duros do «off-road», ou a posição de condução, naturalmente mais elevada, deixando-nos no «piso de cima» entre o trânsito.

Por cima em potência e diversão, a D-Max de 190 cavalos fica por baixo no que ao preço diz respeito. Por 34.750 euros acaba por ser a «pick-up» mais acessível com potência acima dos 170 cavalos.

 

Informação retirada do autoportal

Não há Tags

1582 total views, 1 today

  

Deixe o seu Comentário

  • OLX Carros

    por em 23/10/2011 - 5 Comentários

    Segundo o próprio, o OLX é a próxima geração de classificados gratuitos OLX online O OLX é utilizado em mais de 96 países em 40 línguas, foi fundado em Março de 2006, é gerida de forma privada e pretende, assim a de tudo, proporciona uma solução simples para as complicações associadas à venda, compra, comercialização, discussão, […]

  • CustoJusto Automóveis

    por em 23/10/2011 - 0 Comentários

    O Website Custo Justo é um espaço onde pode comprar e vender uma grande variedade de coisas. Poderá conseguir um valor justo para o que quer comprar, e conseguir preços justos para o que quer vender. Custo Justo .pt é um projecto da Custo Justo, Unipessoal, Lda, empresa portuguesa detida pela Schibsted Classified Media (SCM). Custo Justo

  • Auto Ocasiao

    por em 23/10/2011 - 0 Comentários

    O Ocasião é um jornal de classificados de Portugal que, desde 1995, é também publicado na Internet . O jornal possui 308 secções específicas dedicadas às mais diversas áreas, o jornal conta ainda com mais 2 cadernos especializados em veículos e imobiliária autocasiao “AutOcasião” e “ ImOcasião”.

  • Carros Baratos

    por em 25/10/2011 - 6 Comentários

    A crise está a alterar decisivamente os factores na escolha de carro novo, passando, em primeiro lugar, pelo preço e consumos baixos e só depois por outros como a estética, qualidade, conforto ou um motor com muitos cavalos de potência e performances alucinantes. De facto, mesmo que assim não fosse agora é uma realidade a […]

  • Carros e mais carros e… mais caros

    por em 12/01/2011 - 0 Comentários

    Carros e carros e caros e caros!! Portugal tem os alimentos e os hotéis mais baratos da Zona Euro. Em contrapartida, também tem o nível de riqueza por pessoa mais baixo. A excepção são os carros, que estão entre os mais caros dos 16 países da moeda única. O Eurostat não leva em linha de […]